Tuberculose e terapêutica biológica - identificação do risco, o rastreio, a prevenção, a vigilância e abordagem do caso de tuberculose activa, maio
Responsável:
Raquel Duarte
Descrição

Os doentes sob medicação biológica têm um risco acrescido para tuberculose, com a particularidade de ocorrência mais frequente de formas graves da doença. A definição de normas de rastreio de tuberculose nestes doentes veio reduzir a incidência de tuberculose neste grupo. Mantém-se contudo algumas questões frequentes - quando, como, quantas vezes rastrear? O que fazer perante uma conversão tuberculina ou do teste IGRA? O que fazer perante uma exposição de novo após um tratamento preventivo? O que fazer se o doente tiver tuberculose no decorrer do tratamento com biológicos? Se tiver uma tuberculose no decorrer de biológicos e tiver ocorrido suspensão dos mesmos, quando reiniciar? E com o que reiniciar?

Observações:

Leccionado em Português

Taxa de inscrição:
30€
Horário:
9h00 - 13h00
ECTS:
n/a
Data de início:
2016-05-21
Data de fim:
2016-05-21