Apresentação

A Epidemiologia Ambiental e Laboratorial envolve a utilização de uma grande variedade de técnicas de avaliação da exposição, técnicas analíticas e de modelagem estatística para avaliar a associação entre a exposição ambiental ou ocupacional e os efeitos observados na saúde dos indivíduos.

 

As principais áreas de investigação deste grupo incluem a monitorização ambiental e biológica. A monitorização ambiental consiste na caracterização e avaliação da qualidade do ar de uma determinada área (são analisados os agentes químicos, biológicos e físicos). A monitorização biológica inclui não só o doseamento de compostos químicos ou seus metabolitos em matrizes biológicas como também a avaliação dos efeitos bioquímicos e celulares que podem constituir fases iniciais de processos de doença.

 

O grupo de Epidemiologia Ambiental e Laboratorial é liderado por João Paulo Teixeira e composto por investigadores com uma sólida experiência na avaliação da exposição a agentes ambientais e em toxicologia. Os principais objetivos do grupo para os próximos anos incluem:

 

(1) a melhoria da infra-estrutura analítica para progredir na avaliação da exposição e na quantificação de biomarcadores relevantes para a saúde humana;

 

(2) a definição da relação entre o expossoma e alterações genéticas e epigenéticas;

 

(3) a aplicação do conhecimento fundamental do expossoma para abordar as políticas e práticas de saúde pública no cenário nacional e internacional na área da saúde ambiental.