Apresentação

O grupo reúne uma equipa multidisciplinar que analisa as dimensões culturais, socioeconómicas, éticas e políticas da medicina, da saúde e da doença. A investigação desenvolve-se em torno de quatro tópicos: compreender as experiências de saúde e doença; gerar informação sobre cuidados de saúde centrados no cidadão; proporcionar evidência no âmbito da regulação e políticas de saúde; promover a saúde e prevenir a doença.

 

Promovendo o diálogo entre as ciências sociais e naturais, o grupo tem como objetivo fomentar a cooperação e coerência entre duas áreas temáticas principais:

 

a. Tecnologias inovadoras: Esta área aposta no desenvolvimento de estudos acessíveis com interesse a nível social, articulando metodologias qualitativas e quantitativas. Estão em curso projetos sobre tecnologias reprodutivas, genéticas e neonatais, condições de saúde e sistemas de cuidados de saúde, focados nas experiências de saúde e doença e nos enquadramentos éticos e regulamentares da investigação e da prática clínica.

 

b. Desigualdades sociais: Sustentado em abordagens metodológicas robustas, o objetivo é avaliar fatores individuais, situacionais e estruturais que afetam a promoção da saúde e a prevenção da doença, bem como a qualidade, segurança e eficácia dos cuidados de saúde a populações, como crianças, adolescentes, idosos, casais inférteis, e pais de crianças muito prematuras. A sua análise passa pela identificação dos mecanismos biológicos através dos quais a incorporação da adversidade social se manifesta.