O Biobanco do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) existe há 18 anos e reúne cerca de 225.000 amostras biológicas associadas com informação sobre as circunstâncias de vida. Constitui assim um repositório e uma estrutura de investigação única a nível nacional e, relativamente infrequente a nível mundial. Foi constituído com o intuito de fomentar a investigação dos determinantes da saúde humana, com a finalidade última de promover as atividades de prevenção, diagnóstico e tratamento de um leque alargado de doenças.

 

As amostras depositadas no Biobanco têm associada uma grande quantidade de informação recolhida longitudinalmente proveniente dos participantes de coortes populacionais, que inclui informações socioeconómicas, demográficas, de saúde e escolhas de vida.

 

Esta caracterização exaustiva da saúde e bem-estar dos participantes é uma particularidade distintiva do Biobanco do ISPUP que permite responder a numerosas questões científicas e tem o potencial de fornecer informações essenciais ao planeamento de medidas preventivas personalizadas, adaptadas à nossa população, contribuindo para o desenvolvimento da Medicina Preventiva e da Saúde Pública em Portugal. Pode também fornecer linhas de comparação para bancos e amostras recolhidas com base em grupos específicos de doenças.

 

Perspetiva-se a expansão do tipo de amostras preservadas e o tipo de serviços oferecidos pelo Biobanco de base populacional do ISPUP, assumindo plenamente a sua função de grande estrutura de investigação em saúde pública.

 

 

 

 

Calendário

Publicação Semanal em destaque

A Comparative Analysis of the Status Anxiety Hypothesis of Socio-economic Inequalities in Health Based on 18,349 individuals in Four Countries and Five Cohort Studies
Scientific Reports
Ler mais