Investigador Doutorado (POCI-01-0145-FEDER-032358)

 

Projeto: NEON-PC – Neuro-oncological complications of prostate cancer: longitudinal study of cognitive decline (POCI-01-0145-FEDER-032358)

 

Prazo de candidatura: 12 a 26 de dezembro de 2018

 


 

 

Resumo:

O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) abriu concurso para contratar um investigador doutorado no âmbito do Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (SAICT) - Convite n.º 02/SAICT/2017 - Projeto de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico (IC & DT), financiado pelo Programa Operacional Competitividade e Internacionalização através dos Fundos Europeus de Desenvolvimento Regionais (FEDER / FNR) e através dos fundos nacionais (FCT/OE) (POCI-01-0145-FEDER-032358), no âmbito do projeto Complicações neuro-oncológicas do cancro da próstata: estudo longitudinal do declínio cognitivo (AAC Nº 02/SAICT/2017 - Projeto Nº 032358), coordenado por Nuno Lunet.

Este projeto tem como objetivo avaliar as trajetórias de desempenho cognitivo em doentes com cancro da próstata e o impacto da doença oncológica e dos seus tratamentos na ocorrência de declínio cognitivo. Este estudo irá avaliar doentes com cancro da próstata selecionados em dois hospitais centrais que recebem cerca de 50% dos doentes da Região Norte (Centro Hospitalar de São João, EPE e Instituto Português de Oncologia do Porto Francisco Gentil, EPE) e participantes do sexo masculino avaliados no âmbito da coorte de base populacional EPIPorto. O desempenho cognitivo dos participantes será avaliado antes dos tratamentos e ao longo de um ano, utilizando o Montreal Cognitive Assessment e o Brain on Track. Todos os participantes suspeitos de défice cognitivo serão confirmados por testes neuropsicológicos e por uma observação clínica por neurologista.

 

  1. Área Científica: Ciências da Saúde

 

  1. Requisitos de Admissão:

O candidato deve ter:

a) Doutoramento em Saúde Pública, Medicina ou em áreas estreitamente relacionadas com estas;

b) Bom histórico de publicações em revistas internacionais com revisão por pares;

c) Experiência em investigação em epidemiologia, nomeadamente em relação à recolha, tratamento e análise de diferentes tipos de dados;

d) Fluência em Inglês e Português, escrita e falada. Iniciativa, pensamento crítico e autonomia na realização de trabalhos científicos serão altamente valorizados. Ao procedimento concursal podem candidatar-se os doutorados nacionais, estrangeiros e apátridas que sejam detentores de um currículo científico e profissional que revele um perfil adequado à atividade a desenvolver.

 

  1. Plano de Trabalhos:

O investigador será responsável pelo tratamento e análise de dados quantitativos, e espera-se que colabore no desenho, planeamento e gestão de estudos epidemiológicos, maioritariamente no contexto do projeto NEON-PC. Espera-se que o investigador produza artigos científicos adequados para publicação em revistas internacionais com revisão por pares.

 

  1. Local de Trabalho e Supervisão:

Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, sobre a supervisão do Investigador Responsável Nuno Lunet.

 

  1. Legislação aplicável:

Decreto-Lei n.º 57/2016, de 29 de agosto, alterado pela Lei nº 57/2017 de 19 de julho, que aprova um regime de contratação de doutorados destinados a estimular o emprego científico e tecnológico em todas as áreas do conhecimento (Regime Jurídico do Emprego Científico - RJEC); Código do Trabalho, aprovado pela Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro, na sua redação atual.

 

  1. Duração:

Contrato de trabalho a termo incerto de acordo com o Código do Trabalho, com a data de início prevista para janeiro de 2019.

 

  1. Salário:

A remuneração base ilíquida mensal a atribuir é de 2.128,34 euros de acordo com a alínea a) do n.º 1 do artigo 15.º da Lei nº 57/2017, de 19 de julho e com a primeira posição remuneratória do nível inicial previsto no artigo 2.º do Decreto Regulamentar n. 11-A/2017, de 29 de dezembro, correspondente ao nível 33 da tabela remuneratória única, aprovada pela Portaria n.º 1553-C/2008, 31 de dezembro.

 

  1. Critérios de seleção:

Os métodos de selecção são a avaliação do Curriculum Vitae (90%) e uma entrevista (10%), de acordo com o Decreto-Lei nº. 57/2016, de 29 de agosto, alterado pela Lei n. 57/2017, de 19 de julho. Será realizada uma pré-seleção baseada no ranking da avaliação do CV. Os cinco primeiros candidatos serão chamados para uma entrevista. Os candidatos selecionados têm de ter pelo menos 10 pontos (metade da pontuação total), quer no CV, quer na entrevista.

8.1. Critérios para avaliação do Curriculum Vitae (de 0 a 20 valores):

a) Experiência no desenho e planeamento de estudos epidemiológicos (0-2 pontos);

b) Experiência no tratamento e análise de dados quantitativos (0-5 pontos);

c) Qualidade e número de publicações em revistas com revisão por pares (0-8 pontos);

d) Participação em atividades de investigação envolvendo equipas de investigação multi e interdisciplinares (0-2 pontos);

e) Excelência em Inglês e Português, escrita e falada (0-3 pontos).

 

8.2. Critérios para avaliação de entrevistas (0 a 20 pontos):

a) Conhecimento profissional e competências para concretizar o plano de trabalhos (0 a 9 pontos);

b) Motivação para realizar o projeto de investigação (0 a 4 pontos);

c) Competências de comunicação (0 a 3 pontos);

d) Atitude profissional (0 a 4 pontos).

 

  1. Membros do Júri:

Nuno Lunet (presidente);Vitor Tedim Cruz (vogal); Filipa Fontes (vogal); Elisabete Ramos (suplente).

 

  1. Política de não discriminação e de igualdade de acesso.

O ISPUP promove ativamente uma política de não discriminação e de igualdade de acesso, pelo que nenhum candidato/a pode ser privilegiado/a, beneficiado/a, prejudicado/a ou privado/a de qualquer direito ou isento/a de qualquer dever em razão, nomeadamente, de ascendência, idade, sexo, orientação sexual, estado civil, situação familiar, situação económica, instrução, origem ou condição social, património genético, capacidade de trabalho reduzida, deficiência, doença crónica, nacionalidade, origem étnica ou raça, território de origem, língua, religião, convicções políticas ou ideológicas e filiação sindical.

 

  1. Formalização das candidaturas:

As candidaturas deverão ser formalizadas, obrigatoriamente, através de email para o endereço secretaria@ispup.up.pt, com conhecimento para nlunet@med.up.pt, com a refª “Postdoc Researcher – NEON-PC” no assunto, acompanhadas dos seguintes documentos: Curriculum Vitae, cópia dos documentos comprovativos de todos os graus obtidos pelos candidatos (incluindo doutoramento), carta de motivação e quaisquer documentos que os candidatos entendam ser relevantes para apreciação do seu mérito.

 

12. Forma de publicitação/notificação dos resultados:

Os candidatos serão notificados por email e toda a informação relevante será publicada no site do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (http://www.ispup.up.pt).

Lista Resultados:

 

 

----------------------------------------------------------------------------------------------

 

A ata com a classificação final foi disponibilizada aos candidatos e encontra-se afixada nas instalações do Instituto pelo prazo determinado em edital.

 

Calendário

Publicação Semanal em destaque

Association of Gestational Weight Gain With Adverse Maternal and Infant Outcomes.
JAMA
Ler mais