Research Grant (POCI-01-0145-FEDER-029087)

Projeto: STEPACHE - Raízes pediátricas da resposta ampliada à dor: das influências contextuais à estratificação do risco (POCI-01-0145-FEDER-029087)

 

Prazo de candidatura: de 22 de setembro a 6 de outubro de 2020.


 

Encontra-se aberto concurso, nos prazos supra indicados, para atribuição de uma Bolsa de Investigação (BI) – Grau Licenciado, no âmbito do projeto “STEPACHE - Raízes pediátricas da resposta ampliada à dor: das influências contextuais à estratificação do risco” (POCI-01-0145-FEDER-029087), financiado por Fundos FEDER através do Programa Operacional POCI 2020 e por Fundos Nacionais através da FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

 

Área Científica: Saúde Pública

 

Requisitos de admissão: Os candidatos deverão reunir as condições de elegibilidade previstas nos artigos 6º e 9º do Regulamento de Bolsas de Investigação da FCT I.P (2019), que  podem ser consultadas em https://www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2019.pdf.

 

Podem candidatar-se a esta bolsa indivíduos com grau de licenciado nas áreas das ciências da saúde pública e que estejam inscritos em mestrado integrado, mestrado ou doutoramento, ou num curso não conferente de grau académico integrado no projeto educativo de uma instituição de ensino superior (requisito a ser devidamente comprovado no ato de contratação). Serão fortemente valorizados os seguintes elementos:

  • Formação académica específica na área da epidemiologia e/ou saúde pública;
  • Experiência profissional com a população pediátrica, no âmbito da prestação de cuidados ou de projetos de investigação científica;
  • Experiência na recolha e no registo de informação de saúde em bases de dados;
  • Experiência na integração de equipas de investigação científica;
  • Conhecimentos básicos de estatística, concretamente de análise de dados na área da saúde;
  • Fluência em inglês escrito e falado;
  • Dada a integração deste projeto num estudo que exige contactos frequentes com participantes comunitários residentes em Portugal, é desejável que os candidatos sejam fluentes em português.

 

Nota:

A partir de 01/01/2019 o efetivo reconhecimento de graus académicos atribuídos por instituições estrangeiras é efetuado através do DL 66/2018.

 

Plano de trabalhos: O bolseiro será responsável pela validação de informação de saúde relativa a uma coorte de adolescentes, nomeadamente relacionada com a experiência da dor. O bolseiro colaborará na análise dessa informação, bem como na produção dos manuscritos científicos resultantes.

 

Legislação e regulamentação aplicável: Regime Jurídico do estatuto do Bolseiro de Investigação (Lei n.º 40/2004, de 18 de agosto, republicada em anexo ao Decreto-Lei n.º 202/2012, de 27 de agosto e alterada pelo Decreto-Lei n.º 123/2019, de 28 de agosto, que procede à quarta alteração ao Estatuto do Bolseiro de Investigação); e Regulamento nº 950/2019, de 16 de dezembro, que aprova o Regulamento de Bolsas de Investigação da FCT – 2019  (https://www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2019.pdf).

 

Local de trabalho e orientação científica: O trabalho será desenvolvido no Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) e na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, sob a orientação científica da Investigadora Responsável Raquel Lucas.

 

Duração da bolsa: A bolsa terá a duração de 8,5 meses, eventualmente renovável por mais 6,5 meses, desde que não exceda a data de término do projeto, prevista para 15-07-2021.

 

Valor do subsídio de manutenção mensal: O montante da bolsa corresponde a €798,00 conforme tabela de valores das bolsas atribuídas diretamente pela FCT, I.P. no País (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/valores).

 

Métodos de seleção: Os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes: avaliação curricular (10 valores) e entrevista (10 valores), com a valorização final de 20 valores. Serão realizadas entrevistas a um máximo de 3 candidatos.

 

Composição do Júri de Seleção:

Presidente de júri: Doutora Raquel Lucas

Vogal efetivo: Doutora Sílvia Fraga

Vogal efetivo: Doutor Makram Talih

Vogal suplente: Doutora Ana Cristina Santos

Vogal suplente: Doutor Henrique Barros

 

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Toda a informação relevante será publicada no site do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (http://www.ispup.up.pt).

 

Formalização de candidaturas:

As candidaturas deverão ser formalizadas, obrigatoriamente, através de email para o endereço candidaturas@ispup.up.pt, com a ref.ª “Bolsa de Investigação – STEPACHE” no assunto.

O concurso encontra-se aberto no período de 22 de setembro a 6 de outubro de 2020. As candidaturas devem ser formalizadas através do envio de carta de candidatura que aborde cada um dos elementos detalhados nos requisitos de admissão, acompanhada dos seguintes documentos:

a) Curriculum Vitae;

b) Documentos comprovativos de que o candidato reúne as condições exigíveis para o tipo de bolsa a que concorre, nomeadamente certificados de habilitações com média final, e comprovativo de inscrição em curso conferente ou não de grau académico;

c) Documento atualizado comprovativo da situação profissional, com indicação da natureza do vínculo e funções, podendo substituí-lo por declaração sob compromisso de honra caso não exista qualquer atividade profissional ou de prestação de serviços.

 

Política de não discriminação e de igualdade de acesso:

O ISPUP promove ativamente uma política de não discriminação e de igualdade de acesso, pelo que nenhum candidato/a pode ser privilegiado/a, beneficiado/a, prejudicado/a ou privado/a de qualquer direito ou isento/a de qualquer dever em razão, nomeadamente, de ascendência, idade, sexo, orientação sexual, estado civil, situação familiar, situação económica, instrução, origem ou condição social, património genético, capacidade de trabalho reduzida, deficiência, doença crónica, nacionalidade, origem étnica ou raça, território de origem, língua, religião, convicções políticas ou ideológicas e filiação sindical.

Calendar

Weekly Publication

The neighbourhood natural environment is associated with asthma in children: a birth cohort study.
Allergy
Read More