HARMED - O abuso de idosos: determinantes sociais, económicas e de saúde

Referência:

POCI-01-0145-FEDER-016670

Instituições participantes:

Instituto de Sociologia - FLUP

Fontes de financiamento:

FEDER

Data de início:

01/07/2016

Data (prevista) de conclusão:

01/07/2019

Orçamento total:

Orçamento total: 134.276,00€; Orçamento atribuído ao ISPUP: 75.083,00€

Linha de investigação:

L2 - Sindemias, desigualdades em saúde e populações vulneráveis

Laboratório de investigação:

Adversidade social e desigualdades em saúde

Resumo:

 

Apesar da crescente visibilidade do abuso contra idosos, um problema social e de saúde pública, são poucos os estudos que avaliam a relação entre os maus tratos infligidos aos idosos e o contexto de crise socioeconómica que afetou a Europa, e Portugal em particular. O ponto de partida deste projeto consiste em compreender os efeitos da recente crise económica na saúde e bem-estar da população idosa.

Este projecto de investigação é desenvolvido no âmbito da coorte Portuguesa de base populacional – a coorte EPIPorto. Os principais objetivos deste projeto são avaliar as condições socioeconómicas dos idosos e explorar se o seu declínio ou agravamento tiveram impacto na ocorrência de comportamentos agressivos e abusivos (por exemplo, abuso físico, verbal, financeiro, negligência), analisando também os indicadores gerais de saúde e em que medida o seu agravamento, por força do avançar da idade e de patologias diversas, os torna mais vulneráveis à violência. A análise dos dados será realizada através de uma abordagem de metodologias mistas de forma a responder aos objetivos do estudo.

A equipa integra um conjunto de investigadores provenientes de diferentes unidades de investigação e áreas disciplinares, combinando múltiplas competências e experiências capazes de captar a multidimensionalidade dos objetivos propostos.

Equipa de investigação